Gestão de Resíduos 

  • Monitorização ambiental Monitorização ambiental 
  • Recolha de resíduos sólidos urbanos Recolha de resíduos sólidos urbanos 
  • Recolha de resíduos industriais Recolha de resíduos industriais 
  • Aterro de Resíduos Não Perigosos de Leiria (Resilei, SA) Aterro de Resíduos Não Perigosos de Leiria (Resilei, SA) 
  • Recolha de resíduos industriais Recolha de resíduos industriais 
  • Gesamb Gesamb 
  • Aterro de Resíduos Não Perigosos de Beja Aterro de Resíduos Não Perigosos de Beja 
  • Aterro de Resíduos Não Perigosos de Castelo Branco Aterro de Resíduos Não Perigosos de Castelo Branco 
  • Aterro de Resíduos Não Perigosos de Castelo Branco Aterro de Resíduos Não Perigosos de Castelo Branco 
  • Aterro de Resíduos Não Perigosos de Beja Aterro de Resíduos Não Perigosos de Beja 
  • Aterro de Sanitário de Abrantes Aterro de Sanitário de Abrantes 
Vídeo "Recolha e Tratamento de RSU"

A gestão de resíduos constitui uma das áreas de atuação prioritária para a Lena Ambiente S.A., a qual atua nesta área através das seguintes empresas: 

Aterro de resíduos industriais não perigosos de Castelo Branco, no qual para além do tratamento de resíduos está ainda licenciada para a triagem de materiais recicláveis e para armazenamento temporário de lamas.
Aterro de resíduos industriais não perigosos de Beja, no qual para além do tratamento de resíduos está ainda licenciada para a triagem de materiais recicláveis e para armazenamento temporário de lamas.
Empresa que tem como principal atividade a valorização de resíduos, nomeadamente os provenientes de sectores como pecuária, agricultura e indústria, fazendo o seu aproveitamento para produção de fertilizantes agrícolas. Recentemente obteve o licenciamento para a construção de um parque de armazenamento temporário e compostagem na Figueira da Foz, estando em negociações para a construção de outro parque de compostagem na zona centro interior do país. A empresa tem ainda investimentos relativos a utilização de lamas em solo agrícola no Alentejo com capacidade para 23.000 t, e na região centro com capacidade para 50.000 t.
Faz o transporte, acondicionamento, e deposição de resíduos principalmente industriais, mas também de urbanos e lamas.
Participada pela Lena Ambiente e pela SUMA. Tem a seu cargo um aterro de resíduos industriais não perigosos em Leiria, para o qual está ainda pensado um projeto de produção de combustível derivado de resíduo (CDR).
Empresa intermunicipal participada pela Lena Ambiente e pela CIMAC (Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central). Tem a seu cargo a exploração do aterro sanitário intermunicipal do distrito de Évora, assim como de sete ecocentros, quatro estações de transferência, uma unidade de triagem, uma unidade de compostagem e de produção de CDR. A sua área de intervenção corresponde a 6,9 % da área total do país, abrangendo cerca de 150.500 habitantes (ano 2015), inseridos em 12 Municípios, e procede ao tratamento e valorização de 1,6 % do lixo doméstico produzido em Portugal.
Empresa intermunicipal integrada no sistema RESIURB e que tem a seu cargo o aterro sanitário de Almeirim, 2 estações de transferência, 3 ecocentros, uma unidade de compostagem e produção de CDR, e uma estação de reaproveitamento de biogás. Serve os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Coruche, Salvaterra de Magos, Benavente e Cartaxo, assegurando a recolha dos resíduos indiferenciados e recicláveis e garantindo o seu correto encaminhamento para aterro e reciclagem respetivamente.
Possui um projeto com a respetiva licença para um aterro sanitário com uma capacidade de 1.000.000 t para resíduos inertes na zona centro do país, próximo de Fátima e da sede do Grupo Lena. Esta instalação permitirá dar resposta às necessidades das pedreiras existentes nos arredores, e a pensar nestas a Ambibatalha prestará ainda serviços de recuperação paisagística de pedreiras abandonadas.
Empresa sem atividade, com terreno em Coimbra licenciado para utilização industrial para onde estava previsto um centro de valorização ambiental, a instalação de um autoclave para tratamento de resíduos hospitalares, uma central de betão, uma unidade de recolha de resíduos provenientes de demolições urbanas com vista a reaproveitamento e reciclagem, um parque de recolha e de recuperação de veículos em fim de vida, e uma estação de transferência.